Notícias

Zoo-danamo (Universidade do Zoo 6)

Universidade do Zoo é um projeto em curso realizado pelos zoológicos e a universidades, estabelecido pelo Wildlife Research Center (Centro de Investigação de Vida selvagem), da Universidade de Quioto (WRC). Várias reuniões anuais têm vindo a ser realizadas desde 2011. Através deste projecto o WRC colabora com os jardins zoológicos, compartilha novas informações, inicia novas investigações e promove o conhecimento científico na nossa sociedade.

O Japan Monkey Centre (JMC) tem o orgulho de sediar a reunião anual deste ano da Universidade do Zoo, no Domingo, dia 20 de Março 2016. Não é necessário qualquer registo. Programa da reunião está disponível na página da Web (clique aqui). JMC espera muitos de vocês irão participar.


 

A 60a Conferência Anual

Data: 30 e 31 de Janeiro
Local: Centro de Visitantes e Sala de Seminários Hakutei @ Japan Monkey Centre
https://sites.google.com/site/primatesmeeting60/

18 de Novembro de 2015
Visita ao PRI dos Presidentes da PTAs da cidade de Inuyama, dos presidentes de escolas primárias e elementares de Inuyama, e do Conselho de Educação de Inuyama, como uma actividade de assembléia organizada pelo PTA de Inuyama.
11 de Novembro de 2015
Artigos de notícias da Primates

Matsumoto T, Itoh N, Inoue S, Nakamura M. An observation of a severely disabled infant chimpanzee in the wild and her interactions with her mother. http://dx.doi.org/10.1007/s10329-015-0499-6

30 de Setembro de 2015
Excursão pós-conferência da VIII Conferência Internacional da ABAI
28 de Setembro de 2015
Excursão pré-conferência da VIII Conferência Internacional da ABAI
A VIII Conferência Internacional da Associação para a Análise de Comportamento (ABAI) está a ser realizada em Quioto, nos dias 27 a 29 Setembro deste ano. Um dia antes da conferência, no dia 26 de Setembro, vinte participantes reuniram-se numa excursão de dia inteiro para vistar Inuyama, nomeadamente o Japan Monkey Centre (JMC) e Primate Research Institute (PRI). No JMC, os participantes tiveram o prazer de ver os macacos japoneses a lavar batatas-doces e assistir ao comportamento de pesca de formigas pelos chimpanzés. No PRI, os visitantes observaram os chimpanzés a realizarem experiências mediadas por computadores touch-screen situados a dez metros de altura acima do seu novo recinto, onde habitam.

20 de Setembro de 2015
Um macaco japonês nascido no JMC dá à luz e cria o seu filho em Chicago
Dr. Lydia Hopper, diretor assistente do Lester E. Fisher Center for the Study and Conservation of Apes, Lincoln Park Zoo em Chicago, enviou uma foto encantadora de um macaco japonês fêmea, Ono, com o seu filho, Obu. Ono foi transferida do Japan Monkey Centre (JMC) para Lincoln Park Zoo o ano passado. Ela deu à luz Obu no dia 2 de maio de 2015. Estamos muito satisfeitos por saber que os macacos nascidos no JMC estão muito felizes na sua nova casa.
4 de Setembro de 2015
Chimpanzé abate drone de equipa de filmagem
http://www.springer.com/us/about-springer/media/springer-select/not-on-my-watch--chimp-swats-film-crew-s-drone/755944
Artigo: Van Hooff, J.A.R.A.M. & Lukkenaar, B. (2015). Captive chimpanzee takes down a drone: tool use toward a flying object, Primates. DOI 10.1007/s10329-015-0482-2.
Foto: Uma chimpanzé fêmea chamada Tushi usa uma vara para "atacar" o drone. Atrás d Tushi, Raimee está também sentado com uma vara longa | © Royal Burger’s Zoo

2015.08.31
Lavagem de batata doce por macacos japoneses
Os macacos japoneses (Macaca fuscata yakui) são conhecidos por demonstrarem o comportamento de lavar batatas doces e outros alimentos no rio, no Monte do Macaco (Monkey Valley). Primeiro eles imergem as batatas doces na água e posteriormente esfregam-nas contra as rochas. O comportamento pode ser repetido várias vezes antes do alimento ser consumido e, inclusive pode ser observado usando outros itens, por exemplo, maçãs.
O processo de lavar as batatas doce foi observado pela primeira num grupo de macacos japoneses selvagens na ilha de Koshima, no Japão, e foi considerado como um comportamento pré-cultural (Kawai, 1965; Hirata et al., 2001). Embora o ato de esfregar seja bastante comum em macacos (Torigoe, 1985), o comportamento de esfregar objetos dentro de água, demonstrado pelos macacos no JMC, é raro e interessante.
Este comportamento pode ser facilmente observado durante a alimentação dos macacos que decorre das 15:30 às 16:00.
Por favor, venha visitar-nos e divirta-se!

Referências:
-Kawai, M. (1965). Newly-acquired pre-cultural behavior of the natural troop of Japanese monkeys on Koshima Islet. Primates, 6(1), 1-30.
-Torigoe, T. (1985). Comparison of object manipulation among 74 species of non-human primates. Primates, 26(2), 182-194.
-Hirata, S., Watanabe, K., & Masao, K. (2001). “Sweet-potato washing” revisited. In Primate origins of human cognition and behavior (pp. 487-508). Springer Japan.

A revista científica Primates contribui para conservação de animais selvagens na Nigéria
JMC doou edições anteriores da revista Primates para a Taraba State University. Aqui está a foto que nos foi enviada junto com respetivo e-mail de agradecimento. JMC espera, assim, que as edições oferecidas ajudem na conservação da vida selvagem na Nigéria.
10 de Agosto 2015
Excursão especial guiada pelo president do JMC
Famílias com crianças em idade escolar visitaram o Japan Monkey Centre (JMC) e o Primate Research Insitute para aprender sobre primatologia e ecologia. O Professor Kazuo Koike, o presidente do JMC, orientou as famílias.
10 Agosto de 2015

Dr. Masaki Tomonaga do PRI, Universidade de Quioto, foi nomeado para o cargo de Vice-Diretor do Departamento de Educação e Investigação do Japan Monkey Centre.

19 de Julho de 2015
Dr Hanya recebeu o Prémio de artigo mais citado da Primates
Anualmente, a Primate Society of Japan, o Japan Monkey Centre (JMC), e a Springer premeiam o artigo da Primates mais citado nos últimos dois anos. Em 2015, " Goro Hanya, Yamato Tsuji, & Cyril C. Grueter (2013) Fruiting and flushing phenology in Asian tropical and temperate forests: implications for primate ecology. Primates, Volume 54, Issue 2, pp 101-110 doi:10.1007/s10329-012-0341-3" foi o premiado. Os autores estão de parabéns!
13 de Junho de 2015
EUA classificam chimpanzés em cativeiro como ameaçados
U.S. Fish e o Wildlife Service dos EUA finalizaram finalmente a regulamentação que lista todos os chimpanzés como ameaçadas de extinção sob as Atas de Proteção de Espécies Ameaçadas, que foram estendidas para incluir populações em cativeiro.
Para mais informações, visite aqui visite aqui
1 de Junho de 2015
Aliança para salvar os chimpanzés abandonados
Os chimpanzés na Libéria, usados no New York Blood Center Research enfrentam um futuro incerto. Japan Monkey Centre faz parte desta aliança que divulga a história dos chimpanzés na Libéria e toma medidas para pressionar a New York Blood Center. Leia e compartilhe: NYTimes.com

10 de Junho Atualizado: para mais informações, visite: New York Blood Center: Do the Right Thing


Reunião do comité do JMC no dia 7 de Maio
Em Nagóia, no dia 7 de Maio (quinta-feira), foi organizada uma reunião do conselho de administração do Japan Monkey Centre. Na fotografia estão presents todos os diretores do Japan Monkey Centre, no lounge.
Foto: sentido horário de cima para a esquerda: Professores Toshikazu Hasegawa, Kenichi INDIAN (Diretor do Zoo), Tetsuro Matsuzawa (Diretor Geral), Kazuo Oike (Presidente) e Juichi Yamagiwa (Diretor do Museu).
Fundo Memorial Cláudia Sousa para o Avanço da Primatologia em Portugal
É com satisfação que anunciamos que o candidato de 2015 ao "Fundo Memorial Cláudia Sousa para o Avanço da Primatologia em Portugal " escolhido foi a Raquel Costa . O presente fundo, estabelecido pela equipa internacional de investigação de Bossou-Nimba, tem como principal objetivo a continuação da visão e missão de Cláudia Sousa de encorajar e inspirar o estudo da Primatologia entre os estudantes portugueses. Para tal, um candidato por ano irá ser selecionado para uma estadia temporária no Japão, onde terá oportunidade de conhecer os passos dados pela investigadora no início da sua carreira como primatóloga. As inscrições destinam-se a estudantes de licenciatura, mestrado ou doutoramento de nacionalidade Portuguesa, que tenham sido inspirados pela carreira de Cláudia Sousa, e com interesse em seguir uma carreira na área de Primatologia.
Para mais informações, veja http://langint.pri.kyoto-u.ac.jp/ai/en/claudia/

Obrigado pela vossa participação no 59º Encontro Anual de Estudos de Primatas!

2 de Fevereiro de 2015
Anúncio dos vencedores dos prémios da 59ª Conferência da PRIMATES

A 59 ª conferência anual foi realizada no JMC nos dias 31 de Janeiro e 1 de Fevereiro de 2015. A conferência contou com a presença de 108 participantes no total e com 64 apresentações orais (30 e 34 posters). Temos o prazer de anunciar os vencedores das melhores apresentações:

Prémio de melhor apresentação oral - Grande Prémio  
Keiko Tsubokawa
Prémio de melhor poster - Grande Prémio  
Hikaru Wakamori
Prémio de melhor apresentação oral  
Takashi Hayakawa , Momoe Hirokawa, Lira Yu
Prémio de melhor poster  
Satomi Ito, Akemi Hirakuri, Naoto Kimura
https://sites.google.com/site/primateskenkyukai59/home/award

22 de Janeiro de 2015
Macacos em Chicago
A monkey at Lincoln Park Zoo ©Todd Rosenberg / Lincoln Park Zoo
Oito macacos japoneses foram transferidos do JMC para o Lincoln Park Zoo. Eles estão agora a explorar o seu novo habitat.
Esperamos que os macacos se tornem um símbolo da amizade e colaboração entre os Estados Unidos e o Japão. Para mais informações, visite www.lpzoo.org.
 
Últimas notícias, direto do Zoo do JMC

Os tratores do Japan Monkey Centre estão a executar um grande número de projectos destinados a melhorar o espaço de vida dos nossos primatas em cativeiro, e assim, maximizar o seu bem-estar físico e psicológico. Aqui relatamos as últimas notícias referentes aos nossos projetos em andamento.

Melon, a cria de siamango: reunido com sucesso com os seus pais
23 de Abril de 2015

O Japan Monkey Centre tem sido o abrigo de siamangos (Symphalangus syndactylus) por mais de meio século, desde 1959. A linhagem da família remonta ao longo de quatro gerações. Em Novembro de 2014, uma cria de siamango do sexo feminino chamada 'Melon' foi separada dos pais para ser criada por humanos quando tinha apenas cerca de dois meses de idade. Isto porque o pai de Melon começou a carregá-la desde muito cedo, dificultando o obtenção de cuidado materno. O pai de Melon muito era cuidadoso com ela, no entanto com essa idade ela necessitava de consumir leite materno. A mãe nunca tentou tomá-la de volta e por isso não Melon não estava a ser amamentada. Como resultado, Melon ficou gravemente enfraquecida. Recentemente, temos feito inúmeros esforços para tentar reuni-la com os pais.


10 de Junho de 2015

Melon, a cria de siamango, e os seus pais têm gradualmente feito progressos. Eles já se habituaram ao recinto ao ar livre (antiga casa de Melon) e a passar tempo juntos. Enquanto isso, os nossos tratardores aumentaram o número de suportes suspensos no recinto (feitos com mangueira para incêndio). Imitando as lianas (etc.) do seu ambiente natural, as alças de suspensão de mangueira de incêndio fornecem uma estrutura flexível que os siamangos podem facilmente agarrar e se movimentar. Braquiação é o movimento natural usado pelos siamangos para percorrer as copas das árvores na floresta: balançando o corpo de galho em galho com os seus longos braços. A mangueira de incêndio aumenta a complexidade do recinto, especialmente na vertical e também fornece uma boa superfície para o jovem siamango se agarrar em segurança. Finalmente, Melon está na presença da sua família todos os dias. Durante os últimos três dias tudo tem corrido bem.

Seja Bem-Vindo!

A disciplina ‘Primatologia’ começou no Japão em 3 de Dezembro de 1948. Kinji Imanishi (1902-1992) e dois de seus estudantes da Universidade de Kyoto se encaminham para a ilha Koshima para observar macacos japoneses. Através do estudo do comportamento social desta espécie, eles pretendem entender as origens evolucionárias da sociedade humana.


A maior parte das pessoas talvez não note que na verdade não existem espécies de macacos ou símios nativos da América do Norte ou da Europa. Entre os membros do G7, o Japão é, portanto, único. O Japão possui uma espécie nativa de macaco chamada macaco-japonês ou macaco-da-neve, beneficiando assim, o estudo de primatas não humanos neste país.


A primatologia é o estudo científico de todos os primatas, incluindo os humanos. A fim de nos compreendermos melhor enquanto humanos, é essencial o estudo de nossos parentes vivos mais próximos; assim, novas descobertas sobre símios, macacos e prossímios (como lêmures), provocam entusiasmo.


Os primatólogos japoneses trabalharam em conjunto para ajudar na criação do ‘Japan Monkey Centre’ (JMC). O centro foi fundado em 17 de outubro de 1956. O JMC visa promover a pesquisa, educação, conservação, bem-estar e comunicação ao grande público, no que se refere a primatas não humanos. A partir de abril 2014, o JMC se tornou uma “Fundação de Interesse Público”.

O JMC é também registrado como museu e desde 1957 publica o periódico ‘Primates’, atualmente o periódico mais antigo escrito em inglês. ‘Primates’ é um jornal de ponta na disciplina, publicado pela Springer em colaboração com a Sociedade Japonesa de Primatologia.O JMC também coordena um zoológico único, especializado em primatas não humanos, com mais de 1.000 indivíduos representando 67 espécies diferentes.


Este é o website official do JMC, com informações sobre projetos em andamento e novidades em português. Junte-se a nós na descoberta do mundo dos primatas não humanos. Através da observação destes primatas, podemos desenvolver uma maior contemplação de nosso lugar na natureza, e intensificar nosso desejo de compreensão das origens evolucionárias da sociedade e comportamento humanos.


15 de outubro de 14, em Kyoto.
Tetsuro Matsuawa
Diretor Geral, Japan Monkey Centre
Editor Chefe, PRIMATES
Professor Titular, Universidade de Kyoto
Presidente da Sociedade Primatológica Internacional


Diretores e Curadores Vitalícios

Kazuo OIKE
Tetsuro MATSUAWA
Diretor Geral
Juichi YAMAGIWA
Diretor do Museu
Gen'ichi IDANI (Itani)
Diretor do Zoológico

Curadores

 

Missão e Visão

A pesquisa em primatologia possui multipla relevancia no entendimento do ser humano.

Felizmente, existem muitos macacos-japoneses vivendo no Japao. O governo fornece apoio financeiro para pesquisa referente a sua ecologia, sociologia e assim por diante. A pesquisa em andamento, de longa duracao, tem produzido muitos resultados importantes. O estudo de macacos-japoneses selvagens protege as tradicoes deste campo unico de pesquisa da vida selvagem, o qual tem sido cultivado e desenvolvido ao longo dos anos, de certa forma, como parte do patrimonio japones. O estudo original dos macacos-japoneses tem se expandido para englobar estudos comparativos envolvendo a maior parte de especies primatas, o que contribui para o desenvolvimento academico do Japao.

Aqui se estabelece o ‘Japan Monkey Centre’ e se continua o avanco de sua pesquisa. Atraves dos resultados de pesquisa podemos continuar a proteger e a aumentar o numero de macacos-japoneses selvagens e prover orientacoes tecnicas adequadas ao projeto. Alem disto, fundamos e coordenamos o museu-zoologico, o qual se concentra na busca pelas origens da especie humana. Todos estes esforcos contribuem a qualificacao academica e ao nosso desenvolvimento cultural.


Foto: Professor Itani e pesquisadores na entrada do ‘Japan Monkey Centre’ (Crédito © Instituto de Pesquisa de Primatas, Universidade de Kyoto / Arquivos Itani Junichiro.

 

História

58˚ aniversário
1948
Koshima, o Início da Primatologia no Japão.

A disciplina ‘Primatologia’ começou no Japão em 3 de Dezembro de 1948. Kinji Imanishi (1902-1992) e dois de seus estudantes da Universidade de Kyoto se encaminham para a ilha Koshima para observar macacos japoneses.

Foto © Instituto de Pesquisa de Primatas, Universidade de Kyoto / Arquivos Itani Junichiro.

1953
Lavagem de Batatas-Doces

Lavagem de batatas-doces comeca a ser observada.

Foto © Instituto de Pesquisa de Primatas, Universidade de Kyoto / Arquivos Itani Junichiro.

1956
The Japan Monkey Centre (JMC)

JMC foi fundado em 1956 para promover a pesquisa, educacao, conservacao, bem-estar e comunicacao ao grande publico, no que se refere a primatas nao humanos.

Foto © Instituto de Pesquisa de Primatas, Universidade de Kyoto / Arquivos Itani Junichiro.

1957
‘PRIMATES’, o mais Antigo Periodico de Primatologia.

O ‘Japan Monkey Centre’ (JMC) cria o periódico ‘Primates’, atualmente o mais antigo periódico de primatologia escrito em inglês.

1958
Pela Primeira Vez na África

Foto © Instituto de Pesquisa de Primatas, Universidade de Kyoto / Arquivos Itani Junichiro.

2014
O Início de uma Nova Empreitada

O ‘Japan Monkey Centre’ (JMC) se torna uma “Fundação de Interesse Público” a partir de abril 2014. JMC está agora em seu 59˚ ano e está ficando cada vez melhor!

DESDE 1957

PRIMATES

O mais antigo periódico internacional de primatologia
PRIMATES

‘Primates’ é o mais antigo periódico internacional de primatologia, publicado pelo ‘Japan Monkey Centre’ em 1957. O objetivo deste periódico é promover a pesquisa no que diz respeito às conexões e entre primatas não humanos e o homem.


A seção do museu do ‘JMC’ está assumindo o papel de nomear o editor chefe e os membros do conselho editorial e executivo, desempenhando ainda o papel de acolher o encontro do conselho editorial e de coordenar a edição do periódico ‘Primates’.



Desde o volume 44 (2003), ‘PRIMATES’ é publicado pela Springer.

 
 

Planeje sua visita

 

map
Endereço: 26 Kanrin, Inuyama, Aichi 484-0081 Japão

20 minutos a pé da estação de Inuyama na linha Inuyama Meitetsu.

Indo para estação de Inuyama
Da estação Meitetsu-Nagoya
Aproximadamente 25 minutos pelo “Expresso Limitado Rápido” (Rapid Limited Express em inglês, Kaisoku Tokkyu em japonês) ou pelo “Expresso Limitado” (Limited Express em inglês, Tokkyu em japonês)
Da estação Japão Central Aeroporto Internacional
Aproximadamente 55 minutos com μSKY Expresso Limitado (μSKY Limited Express em inglês e Myu Sukai em japonês)

Para mais informações, veja Mapa e Guia de Transportes no site do Centro de Informações Turísticas de Inuyama (site em inglês): http://ml.inuyama.gr.jp/en/directions-and-maps-en
 
Horário de Abertura

Novembro - Fevereiro10:00 - 16:00

Março - Outubro10:00 - 17:00

Fechado


O‘Japan Monkey Centre’ (JMC) fecha todas as terças e quartas e durante os dias de semana em fevereiro. * Abertura nos feriados

Entrada

Adulto (18 anos e acima)600 yen

Júnior (De 7 a 15 anos)400 yen

Criança pequena (Entre 3 e 6 anos)
300 yen

Bebês Menos de 2 anosGrátis
 

Mapa do Zoológico

1Centro de visitantes
2Casa de Madagascar
3Casa Sul-Americana
4Casa Asiática
5Terra do Wao
6Centro africano
7Macacos notívagos
8Casa africana
9Coluna de babuínos
10Vale do macaco
11Palavras cruzadas dos macacos
12Casa dos Gibões
13Zoológico das crianças
 

CaPriCo

Banco de dados de coleção de primatas em cativeiro.
http://www.j-monkey.jp/caprico/index_e.php
 
59º Encontro Anual de Estudos de Primatas
Obrigado pela vossa participação no 59º Encontro Anual de Estudos de Primatas!
Data

Sábado, 31 de Janeiro (10:00) – Domingo, 1 de Fevereiro, 2015


Local

Centro para visitantes e sala de seminários no Japan Monkey Centre (JMC).


Programa

Download Program (PDF Format)

Gostaríamos de convidá-lo a participar no 59º encontro anual de Estudos de Primatas organizado pelo Japan Monkey Centre (JMC). O encontro anual de Estudo de Primatas tem vindo a ser organizado em formato de simpósio, focando temas mais específicos, desde o 30º encontro em 1985, ano de nascimento da Primate Society of Japan (Sociedade de Primatas do Japão). Desde Abril de 2014, o Japan Monkey Centre (JMC) tornou-se se uma “Fundação Incorporada de Interesse Público”. Para assinalar este novo empreendimento pretendemos regressar ao formato original e organizar o encontro deste ano em estilo de conferência.

O Japan Monkey Centre (JMC) tem como objectivos principais a promoção da investigação, conservação, educação ambiental de primatas não-humanos, assim como, de instalações zoológicas que visam o bem-estar animal. Este ano o encontro irá oferecer um fórum de âmbito multidisciplinar reunindo palestrantes de várias áreas incluindo primatologia, biologia da conservação, biologia da vida selvagem, museologia e ciências zoológicas.

Agradecemos a vossa presença, com ou sem apresentação. Aguardamos, assim, apresentações relacionadas com investigação, educação, conservação e bem-estar em primatologia.

Formatos de apresentação

1. Oral: duração de 15 minutos (12 minutos de apresentação + 3 minutos de perguntas e repostas)
2. Poster: A hora exata será anunciada na tarde de Sábado.

As apresentações poderão ser realizadas tanto em japonês como inglês. Faça o download do formulário (ficheiro Word ) para submeter o resumo.


Elegibilidade para participar

Para poder participar no encontro, deverá tornar-se membro do “Tomo-no-kai”. Para quem ainda não se afiliou, é favor visitar a página e submeter a aplicação.

Inscrição

Para apresentação oral ou poster, por favor, inscreva-se aqui e submeta o seu resumo. Para participar (sem apresentação), por favor registe-se aqui. Pode ainda inscrever-se por telefone ou fax (ver contatos).


Datas

O prazo para a pré-inscrição já foi ultrapassado.
Inscrição para apresentação:
Quarta-feira, 7 de Janeiro de 2015
Inscrição sem apresentação/ Adesão ao “Tomo-no-kai” :
Sábado, 24 de Janeiro de 2015

Precos
Preço de participação: 500 yen
Preço da festa de recepção: Grátis

Por favor pague em dinheiro aquando da inscricao.
Contactos
Organizador do Encontro Anual de Estudos de Primatas
Japam Monkey Centre (JMC)
Kanrin 26 Inuyama Aichi Japan 484-0081
TEL: 0568-61-2327
FAX: 0568-62-6823
Email:
Contacto pessoal: Yuta Shintaku

Organizador: Japan Monkey Centre (JMC)
Co-organizador: Leading Graduate Program in Primatology and Wildlife Science, Kyoto University
アクセスカウンター
Go to Top